terça-feira , 17 outubro 2017
Últimas Notícias

Suspeito de matar e esconder corpo do filho em praia no RJ é preso e polícia investiga se motivação foi briga por pensão

Policiais chegaram até o suspeito, em Araruama, após dias de investigação usando recursos tecnológicos e câmeras de segurança.

O pai do estudante Róbson Júnior, de 13 anos, encontrado morto em uma praia de Araruama, na Região dos Lagos do Rio, em março, foi preso na noite desta quarta-feira (03). Segundo a Polícia Civil, o pai é suspeito de ter envolvimento na morte do adolescente e investiga se a motivação tenha sido briga por pensão alimentícia.

“Evidências apontam que Róbson Júnior teria sido morto por conta de disputa envolvendo o pagamento da pensão alimentícia”, diz polícia em nota.

O Delegado Luiz Henrique Marques chegou até o suspeito após uma investigação usando recursos tecnológicos e câmeras de monitoramento. No decorrer das investigações, segundo a polícia, inúmeras imagens possibilitaram refazer todo o trajeto da vítima após sair da porta do colégio. Os policiais se supreenderam ao verem o veículo do pai de Róbson trafegando pela região no mesmo local e horário em que seu filho foi visto vivo pela última vez.

Imagens de câmeras de monitoramento mostram percurso feito por Róbson (imagem 1) e pelo pai (imagem 2) no mesmo dia e horário do desaparecimento da vítima (Foto: Divulgação/Polícia Civil)

Imagens de câmeras de monitoramento mostram percurso feito por Róbson (imagem 1) e pelo pai (imagem 2) no mesmo dia e horário do desaparecimento da vítima (Foto: Divulgação/Polícia Civil)

Os policiais conseguiram determinar os pontos onde o pai do estudante percorreu no dia do desaparecimento do filho. Eles constataram que na tarde daquele dia, o suspeito esteve no mesmo local em que o estudante foi encontrado morto quatro dias depois do sumiço.

Chamado para depor nesta quarta-feira, o pai inicialmente contou uma versão envolvendo outras pessoas, mas todos os citados prestaram esclarecimentos e negaram a história contada por ele, ainda segundo a polícia.

O pai inicialmente contou uma versão fantasiosa envolvendo terceiros para reforçar seu álibi, porém todos foram imediatamente convidados para prestar esclarecimentos e negaram a história contada por ele. Diante de tais fatos, o pai foi confrontado com as robustas evidências produzidas pelos policiais, que foram resultado de uma criteriosa investigação, dentre elas provas testemunhais, fotos, vídeos de câmeras de segurança, registros de coordenadas de GPS e de aplicativos de celular, informações de operadoras de telefonia, e etc. Ele não sustentou a versão prestada inicialmente e durante o depoimento mudou sua versão”, disse a Polícia Civil em nota.

O suspeito alegou, segundo a polícia, que encontrou com o filho ocasionalmente perto do colégio e o convidou a ir para a praia. Lá, por um descuido, Róbson Júnior teria se afogado, e ele teria enterrado o filho para não ser responsabilizado. A Polícia Civil disse que a versão não se sustenta com as provas colhidas.

O pai da vítima foi encaminhado para a Delegacia de Araruama, onde permanece preso.

Desaparecimento

O estudante foi encontrado morto na manhã do dia 10 de março, na areia, às margens de uma praia, quatro dias após desaparecer misteriosamente. Róbson Júnior saiu de casa no dia 05 de março uniformizado para ir a um cursinho preparatório e não voltou mais para casa. O corpo do jovem, segundo a polícia, estava na praia do Dentinho em estado de decomposição.

Em solidariedade a morte do estudante, a Prefeitura de Araruama decretou luto oficial pelo período de três dias, entre 10 e 12 de março. Segundo a Prefeitura, Róbson estudava na Escola Municipal Vereador Moysés Ramalho.

O desaparecimento de Róbson também causou grande comoção nas redes sociais. Imagens do menino foram compartilhadas para ajudar nas buscas.

Fonte/G1

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*