terça-feira , 17 outubro 2017
Últimas Notícias

Destaque

A estranha criatura de dentes afiados encontrada em praia do Texas após passagem de furacão

Mulher que averiguava danos do furacão Harvey na região encontrou carcaça de animal sem olhos e com dentes afiados e pediu ajuda nas redes sociais para identificá-lo.

Uma misteriosa criatura do mar apareceu numa praia do Texas, após a passagem do furacão Harvey no final de agosto.

A carcaça do animal sem olhos e com dentes afiados foi encontrada por Preeti Desai, que trabalha para uma sociedade de conservação de pássaros nos EUA. Ela fotografou o animal e pediu ajuda no Twitter para identificá-lo.

Ela postou várias fotos com a legenda: “Ok, que diabo é isso?”.

O pedido dela foi encaminhado ao biólogo e especialista em enguias Kenneth Tighe, que acredita que se trate de uma enguia do tipo Aplatophis chauliodus, da família Ophichthidae, pertencente à ordem dos anguilliformes – das enguias e moreias.

O especialista, contudo, não foi categórico. Levantou a possibilidade de o animal ser um representante de outras duas espécies que também são comuns na costa do Texas e têm dentes grandes parecidos com presas.

Depois de pedir ajuda para identificar o animal, Desai disse que ele não era Depois de pedir ajuda para identificar o animal, Desai disse que ele não era

Depois de pedir ajuda para identificar o animal, Desai disse que ele não era “um monstro” (Foto: Twitter/@preetalina/BBC)

Os Aplatophis chauliodus, que já foram vistos na costa do Nordeste brasileiro e assunto de um estudo da Universidade Federal de Alagoas, geralmente vivem na costa Atlântica do sul da América do Norte, Caribe e norte da América do Sul, a uma profundidade de 30 a 90 metros. Eles passam a maior parte do tempo escondidas em buracos no fundo do mar.

O furacão Harvey, que provocou fortes ventanias e enchentes no Texas, pode explicar por que o animal apareceu na praia no Golfo do México.

Desai diz ter encontrado a carcaça enquanto averiguava os danos provocados pelo Harvey na praia. Ela cuida do setor de mídias sociais na Audubon Society, organização americana voltada para a conservação de pássaros. “Foi completamente inesperado, não é algo que você normalmente encontra na praia”, disse ela à BBC.

Ela conta que pensou que pudesse ser alguma criatura do mar profundo. No Twitter, disse que não era assustadora, nem colossal. “Não era um monstro”.

“Minha primeira reação foi curiosidade, queria descobrir o que era”, disse.

Desai disse que postou as imagens no Twitter porque muitos cientistas usam a rede social. Um amigo dela logo respondeu, colocando-a em contato com o biólogo.

“Eu sigo muitos especialistas e pesquisadores. Há uma comunidade enorme desse pessoal que é muito útil, especialmente quando é preciso buscar respostas sobre o mundo e identificar animais e plantas”.

Desai afirma que deixou a criatura na praia para deixar a “natureza seguir seu curso”.

Por BBC

POLICIAIS AGRIDEM COVARDEMENTE MULHER EM CABO FRIO-RJ

Policial agride uma garota com coronhadas no rosto, no centro do Jardim Esperança, em Cabo Frio. Segundo relato de testemunhas, por volta das 15h30, dois policiais do 25 BPM fizeram uma Blitz na Av. Ezio Cardoso da Fonseca, esquina com Manoel Gomes dos Santos. Um rapaz foi abordado por um dos policiais que afirmou que ele tinha estacionado a moto quando viu os agentes. Após uma discussão inicial ocorreram uma série de agressões, a moça chegou a cair no chão, posteriormente o casal foi levado leos PMs para delegacia por suposto crime de desacato. Na delegacia eles prestaram queixa contra os policiais por abuso de autoridade e agressão.

 

 

Ciclista morre atropelado na RJ-140, em São Pedro da Aldeia

Acidente aconteceu neste domingo (14).

Ciclista morre atropelado na RJ-140, em São Pedro da Aldeia (Foto: Gustavo Garcia/G1)

Ciclista morre atropelado na RJ-140, em São Pedro da Aldeia (Foto: Gustavo Garcia/G1)

Um ciclista morreu atropelado por um carro neste domingo (14) na RJ-140, altura de São Pedro da Aldeia, Região dos Lagos do Rio. De acordo com informações do Corpo de Bombeiros, o homem de 46 anos morreu no local do acidente por volta das 13h15.

O trânsito teve que ser desviado até a retirada do corpo da pista. Ainda não há informações sobre o enterro.

Fonte/G1

O homem que tem ossos mais fortes que o granito

Tim
Image captionTudo começou com um episódio de paralisia facial

“Eu tenho uma aparência diferente, sim”, admite Tim. Isso porque ele guarda consigo um segredo: “Tenho ossos superfortes”, diz.

Tim tem uma condição que faz com que seus ossos sejam 150% mais densos que o granito. A doença só foi descoberta quando ele tinha por volta de dois anos de idade – tudo começou com um episódio de paralisia facial.

“Meu pai conta que um dia eu entrei no carro sorrindo, mas só com metade do rosto. Eles pensaram que eu estava brincando”, conta.

Mas a paralisia nunca desapareceu.

Amadurecimento dos ossos

Tim
Image captionA doença de Tim contribuiu para que o tratamento de outra doença, mais comum, fosse desenvolvido

O esqueleto é uma das partes do nosso organismo que mais demoram a se desenvolver até chegar à fase adulta.

Ao nascer, nossos ossos estão muito distantes da fase madura. Com o tempo, o corpo passa por um processo de ossificação, por meio do qual a cartilagem vira osso.

Para a maioria de nós, esse processo está completo quando chegamos aos 25 anos de idade, segundo a médica Gabriel Weston, apresentadora da série de TV Incredible Medicine: Doctor Weston’s Casebook (“Medicina incrível: a coletânea de casos do Dr. Weston”), da BBC.

Mas para algumas pessoas, como Tim, esse processo acabou distorcido. E esse estranho caso pode ajudar os médicos a encontrar respostas para outros males mais comuns.

Pressão sobre o cérebro

Tim, em uma foto da sua adolescência
Image captionTim teve de passar por operação no crânio para aliviar a pressão sobre o cérebro

Os médicos fizeram radiografias e concluíram que Tim tinha uma doença extremamente rara, que só atinge outras 50 pessoas em todo o mundo.

“Eu tenho esclerosteose, uma condição caracterizada por ter uma densidade óssea excessiva”, diz.

Ainda que não pareça algo necessariamente ruim, essa doença colocou a vida de Tim em perigo.

Quando pequeno, seu crânio começou a crescer com tamanha espessura que passou a pressionar seu cérebro e nervos cranianos.

Essa pressão intracraniana pode causar paralisia facial e até a morte. Para aliviá-la, os médicos tiveram que cortar o crânio, tirar uma parte do osso, lixá-lo e colocá-lo de volta, explica Tim à BBC.

Assim, “imediatamente há mais espaço para o cérebro”.

Sem cura

Os médicos poderiam tratar Tim para aliviar os sintomas causados pelo excesso de osso, mas nada explicaria por que eles cresciam mais do que o normal em seu corpo.

Sua condição é tão rara que foi alvo de inúmeras investigações médicas.

Mas o caso também chamou atenção de cientistas que estudam um problema ósseo muito mais comum: a osteoporose.

É como se a doença estivesse no extremo oposto do que acontece com Tim: é a perda da densidade dos ossos, que deixa as pessoas mais frágeis.

Alastair Henry
Image captionMédicos como Alastair Henry investigaram por anos a doença que afeta Tim

O médico Alastair Henry é um biólogo que faz parte de uma equipe que investiga a osteoporose.

Em um paciente com esclerosteose como Tim, explica, “a arquitetura, a estrutura tridimensional dos ossos é normal, mas muito mais densa”.

Seu time tenta entender o que faz com que pessoas como ele desenvolvam ossos tão fortes.

Depois de examinar os genes conhecidos por controlar o crescimento dos ossos, eles descobriram um erro em um gene específico chamado SOST, que estimula a produção de uma proteína chamada esclerostina.

Essa substância é responsável por avisar ao osso quando ele deve parar de crescer. No corpo de Tim, ela não funciona.

“Os pacientes com esclerosteose que tem uma mutação no gene SOST nunca produzem esclerostina”, explica Henry.

Sem essa proteína, o corpo de Tim não sabe quando deve interromper o crescimento do osso, e assim ele continua sendo produzido.

Uma ideia e uma viagem ao espaço

Essa particularidade deu a Henry e sua equipe uma ideia para uma nova possibilidade para tratar a osteoporose.

“Quando identificamos que a esclerostina é a proteína que controla a densidade do osso, o que queríamos fazer é neutralizar seu efeito. Se conseguirmos, estaríamos deixando de frear o processo de construção contínua de osso”, disse Henry.

Com esse propósito, sua equipe trabalhou durante vários anos no desenvolvimento de um novo tratamento para tratar a osteoporose.

E quando chegou a hora de colocá-la em prova, foi apresentada aos médicos uma oportunidade única.

Tim
Image captionAgora Tim sabe mais sobre sua doença

Em 2010, o ônibus espacial Atlantis partiu com quatro astronautas a bordo – eles podem perder até 30% de sua densidade óssea durante uma estadia de seis meses no espaço.

E a Nasa, a agência espacial americana, tinha interesse em explorar como deter essa perda.

Assim, concordou em levar a bordo alguns pequenos passageiros adicionais: 12 ratos.

Metade deles recebeu uma versão do novo tratamento e, depois de 13 dias, a densidade de seus ossos havia aumentado. Enquanto isso, os ossos dos outros seis ratos ficaram debilitados, um indício de que o tratamento funcionou com os roedores.

No momento, os cientistas estão testando o tratamento com humanos em clínicas.

Agora, Tim tem mais respostas sobre sua doença e os milhões de pessoas que sofrem de osteoporose podem ter esperança nesse novo tratamento.

“É realmente incrível e para mim é uma notícia fantástica. Isso faz com que tudo que passamos, todas as operações, tudo que meus pais sofreram, tenha valido a pena”, diz ele.

 

Fonte/BBC

Tamanho de mochilas escolares entregues a alunos de creches por prefeitura na BA vira piada na internet

Prefeitura de Jequié, na região sudoeste, entregou utensílios que têm quase o mesmo tamanho de alunos da creche municipal.

Prefeitura de Jequié, na região sudoeste, entregou mochilas que tem quase o mesmo tamanho de alunos da creche municipal (Foto: Reprodução/Facebook) (Foto: Reprodução/Facebook)

O tamanho de mochilas escolares distribuídas a alunos do ensino municipal pela prefeitura de Jequié, localizada na região sudoeste da Bahia, virou piada na internet. Isso porque tanto os alunos dos últimos anos do ensino fundamental 2 como os das creches da cidade, com idades até seis anos, receberam mochilas padronizadas com o mesmo tamanho. Para os estudantes menores, a mochila é muito grande, e os pequenos chegam a caber dentro do utensílio.

Conforme a prefeitura de Jequié, a Secretaria de Educação da cidade deu início à entrega de kits escolares na última sexta-feira (5) aos quase 18 mil alunos da rede pública de ensino. Além das mochilas, os kits contêm camisetas e uma espécie de pochete para que os alunos possam guardar materiais como lápis, canetas e borrachas. As camisetas, no entanto, têm o tamanho de acordo com a idade dos alunos.

O único problema mesmo é o tamanho das mochilas. Nas redes sociais, vários internautas compartilharam uma foto que mostra alguns alunos da creche usando o utensílio, cujo tamanho chega a ser quase igual à altura dos estudantes. Outra imagem mostra uma criança dentro de uma das mochilas.

“Muito maior que a minha mochila de viagem”, postou uma internauta no Facebook sobre a situação na Bahia. “Gostei. Dá para usar até para viagem, para ir embora”, publicou outro usuário da rede social. “É para durar até a faculdade”, escreveu outro internauta.

Prefeitura de Jequié, na região sudoeste, entregou utensílios que tem quase o mesmo tamanho de alunos da creche municipal (Foto: Reprodução/Facebook) (Foto: Reprodução/Facebook)

Em nota enviada a nossa equipe a Secretaria de Educação de Jequié informou que as mochilas distribuídas foram licitadas antes do término das matrículas e, por isso, tiveram que ser padronizadas. A assessoria de comunicação da prefeitura informou, por telefone, que inicialmente não estava prevista a distribuição dos kits para as crianças pequenas da creche, mas professores, diretores e a própria secretaria se reuniram e decidiram fazer a entrega também para os alunos menores.

Na nota, a secretaria afirma que tomou a atitude de também distribuir as mochilas para os alunos das creches para evitar qualquer tipo de discriminação, principalmente com as crianças menores, “prevalecendo assim o cuidado e a satisfação em ver a alegria das crianças e da família ao receberem as mochilas”.

A Secretaria de Educação ainda afirma que entende que “deve prevalecer o bom senso de todos os envolvidos na utilização dos materiais distribuídos, cabendo principalmente aos pais ou responsáveis utilizarem as mochilas para transporte do material das crianças, lembrando ainda que o Ministério da Saúde recomenda que o peso transportado pelo aluno não ultrapasse em mais de 10% do peso da criança”, disse, em nota, o secretário de Educação Roberto Gondim.

Prefeitura de Jequié, na região sudoeste, entregou utensílios que tem quase o mesmo tamanho de alunos da creche municipal (Foto: Divulgação/Prefeitura de Jequié) (Foto: Divulgação/Prefeitura de Jequié)
Fonte/G1

Realidade virtual distrai crianças na hora da injeção ao ponto delas não perceberem a picada

O medo e o choro dão lugar à diversão e ao entretenimento em campanha realizada pelos laboratórios Hermes Pardini.

Realidade virtual distrai crianças na hora da injeção

O resultado da ação é que a maioria das crianças acaba se divertindo. Elas encaram a dor da vacina com satisfação, já que fizeram algo grandioso, típico de um super-herói ou super-heroína. Ainda em fase de testes, a previsão é que a campanha seja replicada nos laboratórios do Hermes Pardini de São Paulo, Minas Gerais e Goiânia, no mês de junho.

O VP nacional de criação da Ogilvy Brasil, Cláudio Lima, vê a realidade aumentada como “uma utilidade prática, que resolve um problema e cria uma oportunidade de negócio para o cliente”. Já a coordenadora de vacinas do Hermes Pardini afirma que a tecnologia trará conforto para as crianças, os pais e os profissionais na vacinação dos pequenos.

É a primeira vez em 15 anos da minha atuação profissional com vacinas que vejo o medi sendo transformado em entretenimento graças à realidade virtual. É sem dúvida uma tecnologia que vai trazer conforto para as crianças, os pais e os profissionais”, afirma Melissa Palmieri.

Confira o vídeo da campanha:

 

Todas as imagens: Reprodução/Hermes Pardini

Fonte/Terra

Estado Islâmico divulga vídeo de suposta decapitação de agente russo na Síria

Identidade da vítima e autenticidade de imagens ainda não foram confirmadas. Rússia apoia regime do presidente sírio Bashar al-Assad, e vídeo exibe cenas de bombardeios russos no país.

Trecho de vídeo com suposta decapitação de russo por integrante do Estado Islâmico (Foto: Reprodução/SITE)

Trecho de vídeo com suposta decapitação de russo por integrante do Estado Islâmico (Foto: Reprodução/SITE)

O Estado Islâmico divulgou um vídeo que mostra a decapitação do que descreveu como um agente de inteligência da Rússia capturado na Síria, relatou nesta terça-feira (9) o site de monitoramento SITE, sediado nos Estados Unidos.

O Ministério da Defesa russo e o serviço de segurança FSB não estavam disponíveis para comentar de imediato à Reuters, mas um senador russo disse que os militantes “irão pagar no inferno” se a gravação for comprovada como autêntica. À agências russas, o ministério afirmou que a informação é falsa, e que nenhum agente russo foi capturado e morto.

O vídeo de 12 minutos narrado em russo, divulgado no dia em que a Rússia comemora o aniversário da vitória sobre a Alemanha nazista em 1945 com paradas militares, mostrou o homem vestido com um macacão preto de joelhos em uma paisagem desértica e incentivando outros agentes russos a se renderem.

“Este idiota acreditou nas promessas de seu Estado de não abandoná-lo se fosse capturado”, diz um narrador na gravação, antes de um homem barbado o decapitá-lo com uma faca.

A autenticidade da filmagem e a identidade da vítima não puderam ser verificadas de imediato, e tampouco ficou claro quando o assassinato ocorreu.

Forças da Rússia estão apoiando o presidente sírio, Bashar al-Assad, em sua guerra contra rebeldes e militantes que tentam derrubá-lo. O vídeo exibiu cenas do que descreveu como os resultados de bombardeios russos na Síria.

O Ministério da Defesa russo disse que cerca de 30 militares do país foram mortos desde o início da operação da Rússia na Síria, em setembro de 2015.

Fonte/Reuters

Sargento da PM é preso por hastear bandeira do Flamengo em Batalhão no Rio

Sargento da PM é preso por hastear bandeira do Flamengo em Batalhão no Rio

Um sargento da Polícia Militar que trabalha no 19º Batalhão (Copacabana) se empolgou na celebração do título do Flamengo no Campeonato Carioca. Ele hasteou a bandeira rubro-negra no lugar da bandeira do Estado do Rio de Janeiro.

A bandeira ficou na entrada da unidade, na Rua Siqueira Campos. O sargento, que não teve o nome divulgado, foi preso administrativamente, por infringir uma norma do regulamento da corporação.

Fonte/G1

FAMÍLIA ABRE GALPÃO FECHADO HÁ ANOS E FAZ DESCOBERTA ASSUSTADORA

A ciência encontrou os restos fossilizados de uma ‘barbárvore’, do Senhor dos Anéis, ou se trata do espírito da natureza? Bem, nenhum dos dois. Essa visão estranha é, de fato, os restos de uma colmeia de vespas-zangão.

Quanto ao rosto assustador, a página “CountBubs” postou a imagem na plataforma Reddit há dois anos, explicando que o ninho de vespas tinha fundido a uma máscara de madeira, puramente por acaso. “O ninho foi encontrado em um antigo galpão que não usamos muito mais no quintal e ainda está lá hoje”, disse o administrador da página ao site IFLScience.

O ninho foi abandonado e, como esse tipo de vespa usa os ninhos apenas uma vez por temporada, os donos conseguiram ficar que essa obra de arte natural.

Normalmente, os ninhos de vespas são arredondados e sem muitas formas ou curvas, mas eles são incrivelmente grandes. Os maiores já encontrados têm o tamanho de uma geladeira.

Fonte/Agora News

Suspeito de matar e esconder corpo do filho em praia no RJ é preso e polícia investiga se motivação foi briga por pensão

Policiais chegaram até o suspeito, em Araruama, após dias de investigação usando recursos tecnológicos e câmeras de segurança.

O pai do estudante Róbson Júnior, de 13 anos, encontrado morto em uma praia de Araruama, na Região dos Lagos do Rio, em março, foi preso na noite desta quarta-feira (03). Segundo a Polícia Civil, o pai é suspeito de ter envolvimento na morte do adolescente e investiga se a motivação tenha sido briga por pensão alimentícia.

“Evidências apontam que Róbson Júnior teria sido morto por conta de disputa envolvendo o pagamento da pensão alimentícia”, diz polícia em nota.

O Delegado Luiz Henrique Marques chegou até o suspeito após uma investigação usando recursos tecnológicos e câmeras de monitoramento. No decorrer das investigações, segundo a polícia, inúmeras imagens possibilitaram refazer todo o trajeto da vítima após sair da porta do colégio. Os policiais se supreenderam ao verem o veículo do pai de Róbson trafegando pela região no mesmo local e horário em que seu filho foi visto vivo pela última vez.

Imagens de câmeras de monitoramento mostram percurso feito por Róbson (imagem 1) e pelo pai (imagem 2) no mesmo dia e horário do desaparecimento da vítima (Foto: Divulgação/Polícia Civil)

Imagens de câmeras de monitoramento mostram percurso feito por Róbson (imagem 1) e pelo pai (imagem 2) no mesmo dia e horário do desaparecimento da vítima (Foto: Divulgação/Polícia Civil)

Os policiais conseguiram determinar os pontos onde o pai do estudante percorreu no dia do desaparecimento do filho. Eles constataram que na tarde daquele dia, o suspeito esteve no mesmo local em que o estudante foi encontrado morto quatro dias depois do sumiço.

Chamado para depor nesta quarta-feira, o pai inicialmente contou uma versão envolvendo outras pessoas, mas todos os citados prestaram esclarecimentos e negaram a história contada por ele, ainda segundo a polícia.

O pai inicialmente contou uma versão fantasiosa envolvendo terceiros para reforçar seu álibi, porém todos foram imediatamente convidados para prestar esclarecimentos e negaram a história contada por ele. Diante de tais fatos, o pai foi confrontado com as robustas evidências produzidas pelos policiais, que foram resultado de uma criteriosa investigação, dentre elas provas testemunhais, fotos, vídeos de câmeras de segurança, registros de coordenadas de GPS e de aplicativos de celular, informações de operadoras de telefonia, e etc. Ele não sustentou a versão prestada inicialmente e durante o depoimento mudou sua versão”, disse a Polícia Civil em nota.

O suspeito alegou, segundo a polícia, que encontrou com o filho ocasionalmente perto do colégio e o convidou a ir para a praia. Lá, por um descuido, Róbson Júnior teria se afogado, e ele teria enterrado o filho para não ser responsabilizado. A Polícia Civil disse que a versão não se sustenta com as provas colhidas.

O pai da vítima foi encaminhado para a Delegacia de Araruama, onde permanece preso.

Desaparecimento

O estudante foi encontrado morto na manhã do dia 10 de março, na areia, às margens de uma praia, quatro dias após desaparecer misteriosamente. Róbson Júnior saiu de casa no dia 05 de março uniformizado para ir a um cursinho preparatório e não voltou mais para casa. O corpo do jovem, segundo a polícia, estava na praia do Dentinho em estado de decomposição.

Em solidariedade a morte do estudante, a Prefeitura de Araruama decretou luto oficial pelo período de três dias, entre 10 e 12 de março. Segundo a Prefeitura, Róbson estudava na Escola Municipal Vereador Moysés Ramalho.

O desaparecimento de Róbson também causou grande comoção nas redes sociais. Imagens do menino foram compartilhadas para ajudar nas buscas.

Fonte/G1